4 métodos caseiros para acabar com os cupins

4 métodos caseiros para acabar com os cupins

Um problema silencioso, que quando é percebido já está instalado e precisa ser combatido o quanto antes. Assim são os ambientes infestados por cupins – logo, a única solução possível é acabar com eles.

Esses bichos se alimentam de celulose, presente em madeira, discos de vinil, fotos e livros, assim como em papéis em geral. Por isso, podem causar um prejuízo enorme em uma casa, já que todas contam com pelo menos um desses itens.

Geralmente, eles se acasalam no período entre novembro e março, quando atacam com mais intensidade. Nesses meses, a atenção deve ser ainda maior.

Como vivem em colônias, dificilmente são vistos, e por esse motivo agem discretamente. No entanto, deixam alguns rastros. O principal deles é uma espécie de pó, que é como se fosse parte do móvel.

Veja agora o que fazer para acabar com os cupins, não só no sentido de combater como também de prevenir. Você também aprenderá a examinar a madeira e verificar se ela está contaminada.

4 métodos caseiros para acabar com os cupins

Isso mesmo. Você pode pôr um fim nesse problema com ingredientes que tem em casa, de uma maneira eficaz e completa – os cupins são realmente exterminados.

Além disso, você ainda previne o aparecimento de novos transtornos.

A seguir, confira quatro maneiras diferentes de acabar com os cupins.

1 – Óleo de cravo

Esse ingrediente é mais eficiente quando o problema ainda está bem no início, quando os primeiros sinais são dados. Você o encontra em farmácias de manipulação, lojas de produtos naturais e lojas de bricolagem, além de locais que produzem produtos de limpeza e perfumes.

O óleo de cravo pode ser usado como uma solução em água ou óleo de coco. Aplique dez gotas para cada 100 ml de qualquer um dos líquidos. Limpe os objetos infectados e, em seguida, passe a mistura com um pano úmido.

O óleo de cravo é uma solução eficiente quando a infestação ainda estiver no início.

Caso os cupins estejam no piso, use a mistura com mais água e passe no piso após limpá-lo com o produto de sua preferência. Como o óleo de cravo é cheiroso, a sua casa ainda fica mais perfumada, sendo mais um motivo para usá-lo.

2 – Borato de sódio ou bórax

Ambos os nomes são aceitáveis. É um ingrediente muito eficaz para acabar com os cupins, mas é difícil de ser encontrado – normalmente, é possível encontrá-lo em algumas lojas de jardinagem ou de fertilizantes. Também se pode adquiri-lo pela internet.

Seu efeito é bem simples: os bichos, ao comerem a substância, não conseguem digerir mais nada. Dessa maneira, morrem.

O bórax é um pouco mais difícil de ser encontrado, mas também é uma ótima alternativa para acabar com os cupins.

Para usar o bórax, o ideal é usar uma proteção adequada, como óculos e luvas. É necessário preparar uma mistura, assim como com o óleo de cravo. O processo é rápido: é só misturar 450 g da substância com 5 litros de água. Em seguida, borrife exatamente na região onde os cupins se alojam.

Um outro cuidado que deve ser tomado é em relação às crianças e animais de estimação. Eles devem ser mantidos longe do bórax e não devem estar presentes no momento da aplicação.

3 – Vinagre

Dessa lista de quatro maneiras de acabar com os cupins, este ingrediente é o mais fácil de encontrar, pois geralmente as pessoas o têm em casa. Há duas maneiras de usá-lo: puro ou com água, em uma solução com partes iguais de ambos.

O vinagre combate e também previne o aparecimento da praga.

O vinagre é eficaz tanto para combater os bichos que já estão instalados no local quanto para prevenir novas infestações. Para se ter um melhor efeito, o ideal é fazer aplicações periódicas. Os resultados são ainda melhores quando o problema está ainda em sua fase inicial.

A aplicação é bem simples. Basta colocar o vinagre puro ou a mistura com água em um pulverizador e borrifar onde os cupins estiverem.

4 – Inseticida

Não se trata de produtos comuns, daqueles vendidos em supermercados. Para acabar definitivamente com os cupins, o ideal é usar um específico para isso. Geralmente, é um líquido, e sua utilização se dá segundo as instruções do rótulo.

Por isso, antes de mais nada, você deve ler a bula do produto e providenciar equipamentos de proteção, como luvas e óculos. Em seguida, siga as indicações para aplicação, o que normalmente acontece com borrifador ou seringa.

Seu uso é bem eficaz, pois um inseticida protege o local contra o aparecimento dessa praga por vários anos. Outros micro-organismos também são difíceis de se instalarem onde houver a aplicação.

Os inseticidas resolvem, na maioria dos casos, independentemente do grau de infestação.

O inseticida é a alternativa mais eficaz quando o problema já tem uma certa proporção. No entanto, em alguns casos, o resultado não é tão eficiente. Quando isso acontece, o móvel está perdido e praticamente não há mais o que fazer.

Como se prevenir dos cupins?

Mesmo sendo muito discretos, os cupins podem também ser prevenidos ou identificados bem no começo de sua instalação no móvel. Dessa maneira, os estragos são minimizados.

Entretanto, há duas maneiras de não deixar que esses bichos entrem na sua casa e invadam os seus móveis e papéis: as vias de acesso e a revoada dos alados. Tenha mais informações sobre cada uma delas a partir de agora.

Vias de acesso

Qualquer falha na estrutura de uma construção pode servir de porta de entrada para os cupins.

As vias de acesso são todos e quaisquer canais por onde os cupins passam e têm acesso a locais onde possam formar novas colônias. Eles procuram basicamente o que precisam para sobreviver e se reproduzir, como alimento e umidade.

Eles podem entrar através de ranhuras ou frestas da estrutura da casa, principalmente em áreas próximas ao chão. Por isso, rachaduras no concreto, pequenos buracos em tijolos, inserções de conduítes ou canos hidráulicos podem servir de entrada.

Por isso, essas falhas precisam ser corrigidas, pois, mesmo que o móvel esteja protegido, um deslize já possibilita o início do ataque.

Já dentro de casa, eles podem atacar uma estrutura de madeira através de uma outra que já esteja abrigando uma colônia. Se você não acabar com os cupins em um determinado local, outros podem ser contaminados em pouco tempo.

Em caso de transporte de madeira, uma colônia pode se dividir e invadir outras áreas por uma queda ou divisão da estrutura.

Revoada dos alados

Os cupins com asas saem de seus locais de origem para se reproduzir e formar novas colônias.

Na época de reprodução, algumas espécies desenvolvem asas e procuram outros locais para abrigo e reprodução. Tanto as colônias de cupins de madeira seca quanto as subterrâneas podem também ser formadas dessa maneira, dependendo das condições de sobrevivência oferecidas nesses locais.

Os bichos característicos de madeira seca vão procurá-la para permanecer e, em seguida, se reproduzir. Os subterrâneos, por sua vez, podem se instalar no solo úmido, próximo a vasos, jardins e floreiras. Essa espécie costuma atacar árvores e, se não acabar com os cupins, pode provocar a sua morte.

Normalmente, as revoadas são realizadas por machos e fêmeas que podem se reproduzir. Eles saem em busca de um parceiro ou parceira para formar uma nova colônia. São eles que voam ao redor de lâmpadas e, no solo ou sobre madeiras, encontram o par e entram na estrutura para encontrar um lugar para abrigar a si mesmos e também os seus descendentes.

Esse casal de cupins permanece na região por toda a vida e os operários (machos) e soldados (fêmeas), normalmente cupins sem asas, cuidam do cupinzeiro.

Para prevenir a entrada desses cupins, assim que começar a escurecer, feche portas e janelas e apague todas as luzes, que são os seus grandes atrativos..

Uma outra forma de se prevenir e acabar com os cupins é também examinar todos os móveis de madeira existentes em sua casa. Saiba como fazer isso logo a seguir.

Examine a madeira

No tópico onde foram listadas quatro maneiras de exterminar os cupins, você viu que a aplicação de alguns delas é feita diretamente onde eles estão. Para descobrir isso, você precisa examinar periodicamente a madeira e verificar qualquer sinal da existência de uma colônia.

É imprescindível fazer essa verificação de tempos em tempos, pois quanto mais cedo descobrir vestígios, menos danos serão provocados nos móveis e outros materiais de madeira, bem como papéis.

Durante esse processo, é necessário identificar se há qualquer buraco ou fenda na madeira, ou então se apresenta uma aparência flácida. Esses são alguns sinais da entrada dos insetos.

Se houver orifícios, tente introduzir objetos como chaves de fenda, a fim de comprovar se há caminhos feitos por eles.

Uma outra maneira de averiguar a presença de cupins é dar leves batidinhas na madeira e observar o som. Caso ouça um som oco, pode haver colônias ali dentro.

Verifique também ao redor dos móveis, no chão. Se houver um pó ou granulado de madeira, é um sinal certeiro da presença desses bichos. A consistência revela a espécie que está alojada no móvel: se for bem fino, trata-se de brocas; já mais grosso é sinal da existência de cupins.

Uma vez identificada uma colônia, verifique os móveis próximos, pois eles também podem estar infestados. Caso estejam, separe tudo para que sejam feitas as devidas providências para acabar com os cupins. Do contrário, deixe como está e reserve apenas o que estiver infectado.

O tratamento deve ser feito o mais rápido possível e o móvel que estiver com esses bichos deve estar separado dos demais até que se consiga acabar com todos os cupins. Se a estrutura não for comprometida, ao resolver o problema, o objeto pode ser devolvido ao seu devido lugar.

Através desse procedimento, você comprova a presença de cupins. Mas como saber exatamente onde eles se concentram, especialmente em móveis grandes? O próximo tópico abordará isso.

Como encontrar a colônia?

Ao verificar os métodos para acabar com os cupins, em um dos primeiros tópicos deste texto, você verificou que alguns deles têm ação efetiva se forem aplicados diretamente sobre a colônia. Por isso, é preciso localizá-la.

Além disso, todos os insetos devem ser exterminados, principalmente a rainha e o rei, para não haver o risco de os remanescentes recomeçarem o ninho ao se reproduzirem. E,mesmo que você consiga matar todos, a rainha é capaz de pôr até 2 mil ovos por dia. Assim, em poucos meses, a colônia volta ao porte de antes.

Primeiramente, vista uma roupa resistente e não deixe nada descoberto, pois os cupins operários e soldados irão atacar. Através dos túneis, você pode chegar à colônia – é só segui-los. Esse trabalho é um pouco árduo e exige muita atenção, pois os túneis são bem finos, com milímetros de espessura.

No caso das espécies subterrâneas, é necessário cavar.

Em qualquer sinal de perigo ao ninho, os cupins operários tentarão levar a rainha até um local mais seguro. Portanto, essa ação deve ser rápida e precisa. Caso ainda não haja tentativas para protegê-la, ela costuma permanecer bem no centro do ninho.

Achá-la é muito fácil: ela é cerca de dez vezes maior do que os operários e soldados. Trata-se de um cupim gigante e com grande abdômen. A partir do momento em que ela for localizada, os problemas acabam.

Se você tiver alguma dúvida ou precisar de ajuda para acabar com os cupins encontrando o ninho, entre em contato e saiba o que pode ser feito neste caso.

Você conheceu quatro métodos caseiros para combate aos cupins, bem como a prevenção e localização de estragos e principalmente da colônia. Se outras pragas são o seu problema, o blog tem textos que tratam desses assuntos. Não deixe de conferir.

Verifique as atualizações do blog. Tem sempre conteúdo novo e exclusivo para você. Participe nos comentários se você tem problemas com cupins ou quer focar na sua prevenção.